domingo, 14 de abril de 2013

Dia 27 - A aceitação de si mesmo, não sou perfeita

Não sou perfeita. Algo normal e perfeitamente humano, não é. Sou muito exigente comigo mesma, e acho que se fizer algo errado, pronto, está tudo acabado.

Em 2011, eu comecei o ano sem compras, fiquei 03 meses sem comprar e quando fiz a primeira compra fora no programado, eu abandonei o projeto.

Agora, acho que peguei o caminho errado na época, porque se tivesse continuado, certamente teria aprendido muito com a experiência.

Não sei, acho que sendo mais compreensiva comigo mesma, foi o que consegui fazer naquela época. Agora,  escolho outro caminho. Vou seguir em frente, creio que estou mais consciente e realmente com vontade de mudar e de aprender.

É aquele tipo de coisa que as inquientações internas nos move para fazer. Fazer algo novo, diferente e que me possibilite ver a vida de outra forma e fazer mudanças pessoais.

É engraçado, porque parece algo simples. Diminuir o consumismo, mas é algo complexo e difícil de fazer porque vivemos num mundo em que adquirir é incentivado. Ter coisas é passado como algo importante e diz que você é uma pessoa de sucesso. E aí, entramos na onde de consumir e ostentar coisas para dizer que temos dinheiro, sucesso e poder. Me parece um caminho meio vazio, sem significado.

Hoje eu assisti um vídeo do Graham Hill, Menos coisas, Mais Felicidade Graham_hill_less_stuff_more_happiness.html
E sim, ele tem razão.

Deixar o consumismo e o material de lado, para se preocupar com o que verdadeiramente tem sentido, faz todo sentido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...