segunda-feira, 13 de maio de 2013

Dia 56 - Como escolher suas roupas e ficar satisfeita consigo mesma

Eu gosto de roupas e me interesso por moda e tendências. Gosto de usar peças com informação de moda. Nada demais, apenas um lenço, uma pulseira, uma sapatilha, coisas sutis que mostram um pouco do meu estilo e do que gosto de vestir. É verdade, sou assim. Não adianta eu dizer que não ligo para roupas e que vestir qualquer coisa tá bom. Estou trabalhando para chegar numa forma simples de me vestir mantendo o estilo.

A um tempo atrás, eu andava em dúvida sobre o que usar para trabalhar. Queria está adequada ao ambiente, sem esquecer do que gosto e também usar algo que fosse adequado a minha idade. Sinceramente, eu não tinha um estilo bem definido. Eu usava um pouco de tudo, demorava para me ajeitar de manhã e ficava insegura sobre minha aparência. Tinha um guarda-roupa entulhado que não me ajudava em nada e me deixava mais insegura ainda. Conversei com uma amiga consultora de moda e ela me aconselhou que eu observasse como a maioria das pessoas se vestem no meu ambiente de trabalho. Da observação, eu tirei algumas conclusões.

Calça jeans é o básico do dia a dia + camisas, tanto para homens como para mulheres. O restante muda de acordo com as estações. As blusas leves para o verão, blusas de mangas médias e longas para primavera e outono, e casacos, cachecóis e botas para o inverno.

Percebendo o código de vestir, montei o meu uniforme para ir trabalhar: calça jeans escura, camisas, sapatilhas e bolsa básica. Gosto de vestidos e saias mas não é comum no trabalho, então, deixei para finais de semana. No verão, uso camisas de mangas curtas e de cores claras. Na primavera e outono, mangas médias e longas. No inverno, troco as camisas por básicas de malha de algodão, uso blusas de lã e o casaco. Troco as sapatilhas por botas, e estou pronta. Ah e não posso esquecer o cachecol. Junto com tudo isso, descobri minhas cores básicas.

Isto simplificou muito minha vida. Ando mais segura, me arrumo rápido, destralhei o guarda-roupa e o mais importante, ocupo o meu tempo livre com coisas mais importantes.



Ganhei segurança, auto-estima e orgulho de quem sou de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...