quarta-feira, 31 de julho de 2013

Dia 135 - 8 de 50 A história dos pares de sapatos

Gosto muito de sapatos, eles exercem um verdadeiro fascínio sobre mim. Gosto de apreciá-los, especialmente, quando são de boa qualidade e elegantes.

Houve um tempo em que eu tinha cerca de 60 pares de sapatos. Eles eram de vários tipos, estilos e modelos. Sapatos para trabalhar, para sair no final de semana, para sair à noite, para festas, para praticar esportes, para o inverno, para o verão, enfim, sapato de todo jeito. Eram sandálias, chinelos, tenis, botas, sapatilha e scarpins. Com certeza, eu usava uns 9 ou 10 no máximo, os demais, eu guardava porque achava que talvez, algum dia, poderia precisar para algum evento. Alguns sapatos, eu devo ter usado uma vez, e acho que alguns nunca cheguei a usar.

Um belo dia, percebi que não fazia sentido nada disso. Para quê tantos pares de sapatos sendo que não usava? Para quê tantos pares sapatos de salto se eu nem saía à noite e nem muito menos ia a festas e tal? Aliás nem gosto de saltos. Prefiro um bom par de sapatilhas. Então, fiz um limpa no sapateiro e doei mais de 30 pares de sapato de uma só vez.

Aqueles sapatos que eu usava mais quando estragavam qualquer coisinha iam direto para doação. Não passava pela minha cabeça que os calçados poderiam ser consertados.

Agora, tenho menos da metade da quantidade de calçados do passado. Descobri que os sapatos que mais uso são os que eu gosto, calçam bem, não machucam, estão bem molinhos e no formato do meu pé. E que pequenos danos podem ser consertados. Então de tempos em tempos, eu os levo para um passeio no sapateiro.

Hoje fui buscar minhas botas preferidas no sapateiro. Ele trocou o saltinho que estava gasto, limpou e engraxou as bonitinhas. Paguei R$12,00 e elas ficaram novinhas!

2 comentários:

  1. Eu também tinha um montão de sapatos - inclusive alguns que eram tão desconfortáveis que só podiam ser usados em situações em que não houvesse caminhadas envolvidas.
    Hoje eu rio disso, porque sapato que não deixa você andar é igual a bolsa furada ou peneira fechada - sem utilidade!
    Doei um monte e hoje só tenho poucos pares, confortáveis, que combinam com tudo.
    E também sou fã de um bom sapateiro!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Sim, muitos calçados que eu tinha eram bem assim. Eu só usava se fosse caminhar pouco ou se fosse passar todo o tempo sentada. Hoje não faço mais isso.
    Quero me desfazer de mais alguns calçados, ainda são muitos e continuo usando cerca de 10 calçados, isso considerando que moro aqui no Sul e temos estações bem definidas. beijoss

    ResponderExcluir

Se mantenha no fluxo e tudo será como é

Há algum tempo, ando lidando com situações imprevisíveis, não tenho garantias de resultados positivos e preciso lidar com  os riscos e as su...