domingo, 18 de agosto de 2013

Dia 153 - 26 de 50 Evitando o desperdício de alimentos


Neste final de semana fizemos um churrasco para comemorar o aniversário do marido. Interessante, porque ele era o aniversariante e ele mesmo assou o churrasco. Enfim, ele gosta, e todos nós também.

Então, e qual a relação entre churrasco e bom uso dos recursos financeiros? Eu acho que têm tudo haver e que eles estão diretamente relacionados. Normalmente é um desafio saber quanto comprar de cada um dos itens do churrasco e prever quantas pessoas comparecerá, quando se tem convidados. Neste dia, foi relativamente tranquilo, pois não tínhamos convidados de fora. Assim, o marido contou em quantas pessoas éramos, considerou as preferências de cada um e fez sua compra no frigorífico aqui perto de casa.

Bem, comprar no frigorífico é uma vantagem, porque o preço é menor que o preço do supermercado e a carne costuma ser mais fresquinha, também.

Sobre a quantidade de itens, é muito bom quando todos ficam bem servidos e sobra pouca coisa. Lá em casa, gostamos de ter variedade no churrasco: carne, linguiça, frango, costelinha, pão e ultimamente temos feito kafta também. Além disso, faço salada, um pouco de arroz e feijão. Ás vezes, ainda sai uma mandioca cozida. Sei que poderia simplificar, porém, tentamos agradar a todos os gostos.

Tem um ditado brasileiro sobre comida que é assim: “Melhor sobrar que faltar.” É um perigo pensar assim. Por um lado fica chato faltar comida para convidados, mas por outro lado, sobrar é desperdício, não é? Fica o desafio de aos poucos ir buscando o equilíbrio.

Neste último domingo, parabenizei o marido pela delícia de churrasco, pelo aniversário e por ter assado a quantidade ideal de carnes. Para mim, isso é bom uso do dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...