sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Dia 248 - Sobre a lista de resoluções para o ano novo

Estou me sentido em clima de final de ano. No centro da cidade é tão perceptível isso.

Vejo que aumenta o movimentos de pessoas e carros pelas ruas. Basta ficar um tempo parada embaixo do meu prédio. É só observar o corre-corre das pessoas na Rua Marechal Deodoro e na R. XV, onde está o calcadão de comércio daqui de Curitiba.

Além do clima de compras, acho que as pessoas estão agitadas. Eu acho que a agitação está ligada àquela sensação de que é preciso terminar de fazer algumas coisas que ficaram pendentes ao longo do ano.

Está chegando o momento de conferir a lista de resoluções e intenções para 2013. Será que realizamos tudo a que nos propusemos?

Este ano eu não fiz uma lista de resoluções. Optei por fazer um período de reflexão e tracei algumas metas.  Depois pensei como eu poderia realizá-las.

Anteriormente, eu costumava fazer uma lista numa folha de papel, guardava num envelope e conferia ao final do ano. Eu entendia que tinha realizado o mais importante naquele momento ou período de tempo.

Quanto àquelas coisas que eu não realizava, confesso que eu ficava um pouco frustrada. Eu achava que não tinha me empenhado o suficiente.

Depois eu percebi que muitas vezes, eu definia muitos objetivos. Alguns difíceis, que talvez precisasse de mais tempo para serem realizados e outros que talvez não eram tão importantes assim. Enfim, este ano, não fiz a lista.

Eu tracei um objetivo: Diminuir o consumo de coisas desnecessárias. E deste objetivo, aos poucos foram surgindo outras ações.

Percebo que é algo para longo prazo. E estou satisfeita comigo mesma devido aos progressos.

E agora eu me pergunto, quais são os próximos passos?

A resposta hoje: "Gostaria de começar a poupar 10% da minha renda mensalmente."

Acredito que a firmeza de seguir consumindo com consciência vai me ajudar a fazer as escolhas adequadas, de tal forma que eu possa começar a poupar dessa forma.

minimalismo poupança consumo consciente
fonte da imagem

Um comentário:

  1. Eu estou grata também. Eu não defini objetivos mas defini a minha palavra/conceito para este ano: simplificar. E consegui-o a tantos niveis da minha vida que não contava sequer, superei. O ano está chegando ao fim e eu nao sinto ansiedade nem frustraçao. o tempo passa e eu estou vivendo mais o hoje, agora.

    ResponderExcluir

Fazendo bom uso da tecnologia disponível, fugindo do sonho virtual

A tecnologia é algo que parece fazer parte da vida da maioria das pessoas. É comum o uso de computadores, tablets e smartphones nas ativid...