segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Dia 270, 271 e 272 - O Minimalismo e realidade do cotidiano

Eu gosto de alguns blogs sobre minimalismo, vida simples e organização da vida. Além de outros de viagens, finanças e dança. Procuro ler um pouco todos os dias durante a semana. Porém, depedendo das atividades diárias, isso não é possível. No final de semana, prefiro focar em outras atividades.

Nas leituras que faço, gosto das dicas que são compartilhadas, das ferramentas de informática, links de outros blogs, de músicas e indicações de livros. Gosto também dos relatos das experiências pessoais que mostram a realidade do cotidiano.

Muitas vezes, leio alguns relatos das inúmeras coisas que algumas pessoas contam que fazem, que eu fico pensando: Nossa, como ela consegue fazer tudo isso? Digo em termos de área profissional, pessoal, financeira ou familiar. Aquilo que a pessoa mostra nos seus escritos. E parece um pouco distante da minha realidade.

Essas histórias que eu leio, me faz pensar que algumas pessoas realmente já alcançaram um bom nível de organização pessoal, e que eu gostaria de alcançar. Me faz pensar também, que algumas pessoas só contam a parte boa do processo, assim como algumas só contam a parte ruim. Assim como alguns vão relatando os seus processos e registram aquilo que precisam lembrar.

Muito do que falo aqui, é meu processo pessoal de busca de uma vida mais simples e feliz. Eu estou procurando colocar em prática na minha vida a simplicidade, ás vezes funciona para mim, outras vezes não.

Eu estou aprendendo e as mudanças de pensamentos e atitudes, me parece que vão acontecendo aos poucos.

Acho que para alguns aspectos, eu estou pronta e a prática acontece com tranquilidade, e evoluo a cada dia. Por exemplo, esvaziei o guarda-roupa, parei de comprar e ando aproveitando bem o que guardei. Eu estou melhorando minha auto-estima, já não fico me comparando às outras mulheres e não fico tão incomodada quando as pessoas falam da minha aparência. Para outros aspectos, ainda não aconteceu. Por exemplo, preciso fazer um esforço para pensar em flexibilizar poupança ou parar dizer "não" a alguma pessoa, sem ficar achando que ela vai me odiar por isso. Eu estou aprendendo a ter paciência comigo e calma.  E sinceramente, só assim acho que as transformações verdadeiras e consistentes acontecem. Aos poucos.

2 comentários:

  1. Às vezes temos sorte de ter alguém na nossa vida que nos vai lembrando ao ouvido essas pequeninas coisas ("não se preocupe, diga não, essa pessoa não a vai odiar" ou "acredite que você consegue, é capaz"). Outras vezes essa pessoa não existe e conseguimos um pouquinho dessa motivação através dos blogs e das pessoas que vão comentando. Outras vezes depende apenas de nós mesmos e da nossa força e controlo interior!
    Eu tenho sentido um crescimento muito grande da sua parte, a cada mês de posts que passa. E este lado do minimalismo ser adaptado a cada um consoante a sua vida e busca interior é espetacular, pois só nós mesmos sabemos e descobrimos o que resulta connosco!
    Em semanas mais cheias também não consigo acompanhar os blogs que gostaria, mas no fim de semana compenso e leio os posts todos dessa semana (dos blogs que realmente acompanho firmemente).
    Depois do que fizemos este ano, acho que 2014 vai ser um ano muito interessante, já pensou?! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fátima, sim... como é importante recebe motivação para seguir em frente, para perceber que fizemos progresso e o quanto mais podemos fazer. Sim, é muito bom indepedente de onde venha. A parte que depende de nós mesmos demostra um crescimento bem grande. Obrigada por sua observação sobre meu crescimento, estou me empenhando tanto e é muito bom ver que está dando resultado.
      Bem, esses dias estava contando os dias para o final do ano e para o fim do projeto... nossa falta tão poucos dias e acho que ainda tenho muito por fazer... risossss

      Excluir

Fazendo bom uso da tecnologia disponível, fugindo do sonho virtual

A tecnologia é algo que parece fazer parte da vida da maioria das pessoas. É comum o uso de computadores, tablets e smartphones nas ativid...