segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Dia 314 - É preciso esvaziar a si para preencher o espaço com algo novo

Hoje o dia foi intenso. Muitas danças lindas, a maioria novas para mim e algumas já conhecidas.

Começamos o dia com danças do "pai" das danças circulares, Sr. Bernhard Wosein. Tão lindas e profundas. Elas mexem em algo em mim que realmente não sei explicar.

Num momento de reflexão, uma das focalizadoras nos disse que dança é presença e concentração. E que as danças podem tocar fundo, mover conteúdos internos, transformar e curar desde que o dançarino permita que isso aconteça. Do contrário, o dançarino aprenderá apenas mais uma dança.

A cada instante que tentávamos racionalizar algo, elas estavam ali nos lembrando que não era necessário. Bastava abrir os ouvidos, ouvir a música, cantarolar e seguir no fluxo que tudo daria certo. E de fato, deu tudo certo.

Depois da programação do dia, jantamos, tivemos um tempo para descanso e voltamos para um Baile com a temática de Brincadeiras de Crianças. Foi muito divertido!

Definitivamente, sinto em casa nas danças.

Agora vou descansar porque amanhã tenho mais um lindo dia de danças!

Trecho de uma coreografia de Bernhard Wosien, Dança do Sol

imagem da internet. Sr. Bernhard Wosien dançando.

imagem da internet . Sr. Bernhard Wosien



Mais um trecho de dança circular, Mantra, Friedel Kloki

2 comentários:

  1. A frase do título do post mexeu comigo!

    Que bom que está curtindo o retiro :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que bom! Ultimamente tem estado muito presente a dança! =)

    ResponderExcluir

Se mantenha no fluxo e tudo será como é

Há algum tempo, ando lidando com situações imprevisíveis, não tenho garantias de resultados positivos e preciso lidar com  os riscos e as su...