sexta-feira, 28 de março de 2014

Seguindo em frente na vida simples, aprendizados, metas e afins

Bem depois da euforia ao completar meu primeiro ano minimalista, a vida segue. Sim, a vida segue com todos os aprendizados do período, e a vontade sempre presente de seguir aprendendo.

Escrevi vários posts falando sobre as coisas que aprendi e incorporei ao meu jeito de ser e à minha vida prática, ao longo desse último ano, cito alguns: Simplesmente seja grato e O Minimalismo e a Tranquilidade que proporciona

Há muitos outros textos aqui no blog, basta dá uma olhada.

Crédito da imagem wallpapersus.com

Voltando a vontade de seguir aprendendo. Recebo alguns textos do Osho de que gosto muito. O texto que recebi hoje fala sobre disciplina. Gosto quando ele explica o posicionamento sobre os assuntos, muitas vezes meio controversos, e no final, faz sentido. Porém, há algumas partes em que ele é meio pessimista quanto à humanidade, daí não faço questão de ler.

Segue um trecho que gostaria de partilhar. É legal, tem a ver com o fato de que aprendi algumas coisas nesse ano e ainda quero aprender mais:
"Disciplina é uma bela palavra, mas, assim como, no passado, o foram todas as belas palavras, ela tem sido mal empregada. A palavra disciplina tem a mesma raiz da palavra discípulo - o significado da raiz é “processo de aprendizagem”. Aquele que se mostra disposto a aprender é um discípulo, e a atitude de estar disposto a aprender é disciplina".  Fonte: Palavras de Osho 

Estou sentindo necessidade de aprender um pouco mais sobre investimentos. As economias estão guardadas na poupança. Conheço pouco sobre outras opções e fico com receio de utilizar outra forma de aplicação e perder dinheiro. Perfil tradicional, por enquanto.

Ainda gostaria de diminuir o padrão de consumo e consequentemente, aumentar o percentual de poupança mensal. Esse é um assunto longo e não depende apenas de mim. Preciso amadurecer a ideia.

E o que fazer com a poupança? Acho também que está na hora de traçar metas a médio e longo prazo. Pois corre-se o risco de utilizar o dinheiro poupado para satisfazer necessidades imediatas.  Esse é um assunto longo, também, e não depende apenas de mim. Também é preciso amadurecer a ideia.

Estou querendo ler o livro Projeto Felicidade, da Gretchen Rubin, li a respeito do livro no blog da Stephanie Gomes, O que aprendi com Gretchen Rubin e fiquei pensando e pensando, quero fazer algo assim também, sabe? A Gretchen Rubin passou um ano fazendo coisas que as pessoas diziam que trazia felicidade e foi relatando no blog, que depois se transformou em livro.

A Stephanie fala de um exercício legal que está no livro, que é todos os dias ao deitar pensar em ao menos uma coisa boa que aconteceu no dia. Fiquei pensando sobre essa prática e vou procurar utilizá-la.

Então a ideia agora no segundo ano, quero ficar atenta à felicidade existente nas pequenas coisas do cotidiano. E procurar sair da zona de conforto e fazer coisas práticas e palpáveis que trazem felicidade!

Primeira providência, buscar o livro. Vamos lá! Novo horizonte!

Crédito da imagem wallpapersus.com

2 comentários:

  1. Que legal ver meu blog por aqui!!! Adoro seu blog e já o acompanho há um tempinho...

    O livro Projeto Felicidade é excelente e bem gostoso de ler, a autora é ótima. Esse livro foi o pontapé inicial para muitas mudanças boas na minha vida, inclusive para a criação do blog.

    Procura no google por "The Happiness Project" e você vai achar o blog da autora, também tem muita coisa legal lá.

    Beijos e bom fim de semana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei sua manifestação aqui! Bacana saber que acompanha a minha saga por aqui! :)

      Obrigada pelas dicas!

      beijosss

      Excluir

Você tem fome de quê?

Tempos atrás eu fiz uma reflexão bem interesse sobre a possível causa do consumo por impulso e sem motivo. Da reflexão nasceu o texto   O ac...