segunda-feira, 19 de maio de 2014

Buscando o centro e reflexões sobre perfeccionismo

Viajei semana passada por conta do trabalho. Faz parte do ofício e de tempos em tempos ofereço minha contribuição. Sinceramente, não gosto de viajar a trabalho. Muda toda a rotina e eu fico fora de centro. Bagunça o sono, a alimentação e atividade física. Fico muito cansada e preciso de um tempo para me recompor física, mental e emocionalmente. Ainda preciso de alguns dias para voltar ao centro.

imagem internet

Sobre o sistema flylady, eu "caí da carroça" como dizem por lá. Ou seja, interrompi o processo por conta do trabalho e da viagem. Leio todos os dias alguns textos do site e sigo procurando aprender sobre o sistema e colocar em prática os conceitos básicos. No final de semana, trabalhei bastante em casa, contudo, as tarefas ainda não estão em dia.

Fico ressentida comigo mesma porque não consigo manter a casa em ordem. Pelo menos, não do jeito que eu gosto e considero organizado. Estou aprendendo com a FlyLady que o perfeccionismo é um inimigo e que as exigências que se originam dele, trazem frustrações e ressentimentos.

Além das exigências internas, algumas vezes as exigências também vem do meio externo, de pessoas com quem convivemos. E da mesma forma também traz sofrimento. Então, para quê ser perfeccionista? Ser realista é melhor. Ter paciência consigo mesmo também.

 imagem Oleg Oprisco oprisco.com/

Ando também meio pensativa porque percebi que vivo um conflito interno há tempos. Ser uma mulher moderna e profissional, e ser simplesmente mulher, mãe e dona-de-casa. A necessidade de conciliar todos os papéis é algo desafiante para mim e gera conflito sim.

Andei pensando muito sobre essa minha dificuldade depois de ler o texto A Mulher escrito pela Manu do Blog Notas Sobre Uma Escolha, inspirador e lindo. Reflexivo e profundo. Super recomendo ler um pouco sobre a história dessa família linda que está construindo uma vida nova. https://notasobreumaescolha.wordpress.com/

imagem Joana Petribu

Hoje com toda a consciência feminina que existe, com todas as facilidades que existem em termos de acesso a conhecimento, estudos e oportunidades, vejo mulheres optando por viver seu momento mulher em plenitude. Sem neuras ou cobranças. Em paz. São escolhas e atitudes conscientes. Elas sabem exatamente a vida que querem viver.

Eu percebo que mulheres que escolhem suas vidas, não ficam amarradas a padrões pré-estabelecidos quanto a forma de casamento e profissões. Bens materiais e tudo mais. Vejo movimentos de liberdade e de autoconhecimento.

Eu as admiro. Eu não tive essa oportunidade de escolher e o amadurecimento necessário para isso. Só agora, depois dos 40 anos que estou me dando conta da forma como conduzi minha vida. Vivi de acordo com os padrões da sociedade e da minha família. Segui um roteiro muito rígido. Não abri espaço para viver de forma diferente e para saber o que eu realmente queria para minha vida. 

Onde estava o espaço para diversão, relax e ser feliz? Porque não receber de braços abertos o que a vida estivesse oferecendo?

A vida não é linear. A vida simplesmente acontece. Hoje não tenho certezas sobre as coisas da vida. Só posso dizer que a felicidade existe e é diferente pra mim e para você. Receitas e roteiros vividos por outros não funcionam para outra pessoa.

Essa rigidez de que falava está, sem dúvida, atrelada ao perfeccionismo. A necessidade de fazer tudo "certinho" de acordo com sei lá o quê gera uma tensão tremenda e totalmente desnecessária. 

Eu vivi assim, de maneira perfeccionista e rígida por muitos anos, a minha família aprendeu a viver comigo assim. E inclusive, até aprenderam a ser perfeccionistas, rígidos e exigentes como eu em alguns aspectos. E agora, como mudar o ciclo vicioso? Acredito que pela mudança de atitudes é possível influenciar positivamente o meio, criando um ambiente harmonioso, onde as pessoas possam ter liberdade para ser quem verdadeiramente são.

imagem internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se mantenha no fluxo e tudo será como é

Há algum tempo, ando lidando com situações imprevisíveis, não tenho garantias de resultados positivos e preciso lidar com  os riscos e as su...