segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Oportunidade para olhar para si mesmo

De junho para cá tenho percebido mudanças no meu corpo e na minha mente. São novidades e eu estou em fase de adaptação e aceitação do meu "novo eu"!

Faço tratamento para controle do transtorno de humor bipolar. Falei sobre essa situação AQUI. O tratamento envolve medicamentos, psicoterapia e bons hábitos de vida, como boa alimentação, bom sono, atividades físicas e outras atividades que ajudem no controle do stress. Gosto de danças, yôga, homeopatia, florais de bach e massagem.

Em junho mudei de médico e ele mudou os medicamentos e o horário de tomá-los. Desde que comecei o novo tratamento, estou dormindo muito. Na maior parte do tempo estou estável. Percebi algumas flutuações de humor, normal. Estou consciente que elas acontecerão, mas nada comparável ao que acontecia antes do tratamento. Estou menos dramática e exagerada. Não fico de mau-humor e nem irritada por besteiras, só quando realmente acontece algo ruim que justifique. Controlo os gastos pessoais. E não fico brigando com as pessoas. Sinto-me calma e em vários momentos estou zen.

Junto com os medicamentos, estou fazendo psicoterapia na abordagem cognitiva comportamental. Descobri algumas coisas que eu gostaria de melhorar em minha vida. Ao longo de 20 anos vivendo ora em depressão, ora em mania, eu desenvolvi comportamentos ruins e tive dificuldades de convivência com as pessoas. Diante disso, fizemos um plano de ação dividido em áreas de vida: Família, Relacionamento, Trabalho, Saúde e Auto-conceito. Afim de que seja o norte do tratamento.

Periodicamente fazemos avaliação para saber as áreas que avancei e as áreas que preciso me concentrar. Eu estou bem impressionada. Vejo que tenho obtido resultados. São ganhos nas pequenas situações do dia-a-dia. Algo que é preciso parar e pensar para perceber. Vejo que quando a gente foca e se dedica é possível melhorar.

Eu não tenho ilusão de resolver tudo. Sou positiva e realista. Sei que é preciso cuidar diariamente dos relacionamentos e das atividades que assumo para que elas funcionem bem. Agora eu entendi como acontece a dinâmica de desafiar/questionar as situações para ver se realmente faz sentido o que estou pensando a respeito delas e como é possível flexibilizá-las. Sei o que é pensar com uma boa cognição. Enxergando a realidade dos fatos, sem se enganar com pensamentos distorcidos. Dá para identificar quando os pensamentos negativos surgem, como funcionam e procurar mudá-los.

Descobri também que ser portadora do transtorno de humor bipolar é meu desafio. Ser persistente é importante. Eu preciso me cuidar todos os dias. Existem meios para isso, e pedir ajuda é também uma demonstração de coragem.

E porque falo sobre tudo isso num blog que aparentemente é sobre Minimalismo. Porque depois que me livrei da compulsão por compras e busquei simplificar minha vida, finalmente tive oportunidade de olhar para mim mesma e me dá conta do que acontecia comigo e com a minha família.

 "O que é Saúde Mental? É sentirmos bem conosco próprios e na relação com os outros. É sermos capazes de lidar de forma positiva com as adversidades. É termos confiança e não temermos o futuro". http://abrata.org.br/blogabrata/  Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos

http://atlantablackstar.com/

=================================
Obrigada pela leitura.
Abraços,
Andreia Rodrigues

2 comentários:

  1. Que bacana, Andreia! :) Tambem quero fazer essa psicoterapia pra poder me "encontrar".

    Que bom que está melhor. Tudo o que nos faça melhorar, qualquer ajuda, é sempre bem vinda!

    ResponderExcluir
  2. Andreia,
    Parabéns pela busca do seu novo eu, como você chama, e por aceitar os desafios diários do seu tratamento e das descobertas que vem junto com ele. Você parece satisfeita com os progressos que vem observando e isso é o que importa. Boa sorte, seja feliz!

    ResponderExcluir

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...