terça-feira, 21 de outubro de 2014

Afinal errar é humano, não é? E perfeição não existe!

Falo isso porque de grande autocrítica  e busca pela perfeição, eu entendo. Assim como tenho percebido que é possível flexibilizar tudo isso, a fim de que os acontecimentos da vida possam ser vistos como simples acontecimentos.

Se por um lado a autocrítica leva ao aperfeiçoamento interno e externo, por outro lado leva à rigidez, exigência e intolerância para com as próprias dificuldades, problemas e doenças.

A busca pela perfeição pode levar ao esmero e cuidado com as atividades que se executa, por outro lado também leva à rigidez, exigência e intolerância para com os erros e com tudo aquilo que nos torna humano. Afinal errar é humano, não é? E perfeição não existe!

Então, viva a tolerância! Viva a flexibilidade! Viva o amor próprio!

imagem da internet

Um comentário:

  1. Perfeito, Andreia! A questão é saber equilibrar!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Você tem fome de quê?

Tempos atrás eu fiz uma reflexão bem interesse sobre a possível causa do consumo por impulso e sem motivo. Da reflexão nasceu o texto   O ac...