sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A busca pelo ponto de equilíbrio

A busca pelo equilíbrio está presente na minha vida. Vivi muitas épocas de oscilações emocionais, então, eu levo à sério a possibilidade de encontrar uma forma de me manter em um ponto seguro. Um lugar em que a tristeza ou a alegria estejam à mesma distância. O ponto de equilíbrio.

Imagem da internet

Esse último final de semana, eu participei de uma vivência de danças circulares muito rica do ponto de vista de trabalho com o corpo, com as emoções e a mente.

A focalizadora, muito sábia, amorosa e generosa, compartilhou vários entendimentos sobre a vida, e um deles me tocou profundamente. Sabe quando você ouve algo e pensa: poxa, é isso! Ouvi muitas fichas caindo no meu orelhão!

Falo de equilíbrio. Que também poderia ser a busca pelo Caminho do Meio. Um ponto em que as emoções e a mente estão perfeitamente equilibradas. Um ponto em que a vida pessoal e profissional estão equilibradas. Um ponto em que a vida financeira e a espiritual estão equilibradas. Nem mais, nem menos.

Imagem da internet


E então, eu descobri que o ponto de equilíbrio, o caminho do meio ou ponto de fusão do símbolo do infinito, existe para que possamos passar por ele. Lembrando que a vida é dinâmica, que há um movimento natural e orgânico do qual todos nós fazemos parte. E a impermanência existe.

Descobri também que a luz existe porque existe a sombra. A sombra existe porque a luz existe. E esse é o movimento da vida. E tudo aquilo que fazemos para chegar ao ponto de equilíbrio é importante e nos traz auto conhecimento e qualidade de vida.

Descobri, ainda, que fazer o que gosta e inspira faz muito bem e nos aproxima do ponto de equilíbrio.


Obrigada pela leitura!

Abraços da Andreia Rodrigues

8 comentários:

  1. Amei o texto, eu precisava ler algo coerente e que me servisse de reflexão no dia de hoje. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São aqueles momentos que dá uma vontade enorme de compartilhar algo que descobri. Bateu a inspiração! :) Obrigada a você pelo feedback, me mantenho motivada!

      Excluir
  2. Olá Andreia! Eu sou a louca que falou na sexta que acompanhava seu blog :)
    Ainda não tinha tido contato com danças circulares, infelizmente não pude participar o fim de semana inteiro, mas gostei muito!
    Obrigada por compartilhar seus textos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, amei te conhecer! No final eu te procurei para me despedir, mas não te encontrei! :( Bacana te tenha gostado, amo as danças circulares e ela traz muitas coisas boas. Em especial, a focalizadora, a Adriana Bisconsin é incrível!
      Obrigada por deixar seu comentário! E quem sabe não nos encontramos em outras rodas? Beijos

      Excluir
    2. Muito bom, foi ótimo para refletirmos! Adoro danças em geral... farei novamente em outras oportunidades! Beijos!

      Excluir
  3. Minha querida Andreia, lindíssima reflexão! Vamos manter o foco no equilibrio e na alegria! Um beijo enorme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fátima querida! Sim, foco é importante! beijosss

      Excluir
  4. Que bacana sua experiência, Andreia! Penso muito no caminho do meio também e estou a procura-lo! :)

    Um beijo

    ResponderExcluir

Se mantenha no fluxo e tudo será como é

Há algum tempo, ando lidando com situações imprevisíveis, não tenho garantias de resultados positivos e preciso lidar com  os riscos e as su...