quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Como se livrar dos fantasmas do passado

Você conhece alguém que é apegado ao passado? Que gosta de lembrar dos acontecimentos com nostalgia. Como se lá atrás, a vida fosse melhor e mais feliz. Que gosta de fotos antigas, de lembrançinhas de festas, de roupas antigas, dos papéis de carta da adolescência, de tickets de entrada de teatro e cinema, enfim, de coisas que o remeta ao passado. Para essa pessoa, os objetos antigos são memórias afetivas de momentos ou épocas felizes.




Assim como existem as recordações boas, que fazemos questão de guardar, nós sabemos que existe o outro lado da história, não é mesmo? Existem aquelas lembranças não tão boas e que queremos esquecer, exorcizar e apagar. Queremos dá um jeito de nos livrarmos delas. Mas, elas insistem em continuar existindo em algum lugar da nossa mente e do nosso coração.

De repente você ouvi uma música e lembra de alguém que você namorou, um relacionamento complicado, cheio de amor e ódio! Ou você volta à escola da infância e lembra de uma situação em que ficou com muita vergonha! A lembrança faz com que você tenha vontade de sair correndo! Enfim, são aqueles momentos ou épocas em que passou "perrengues" e que gostaria de apagar da memória e da vida!

Eu já tentei esquecer muitos "perrengues" e quando eu pensava que tinha conseguido, eles dão o ar da graça! E aí, como faz para esquecer tudo isso? É possível?

Estive pensando muito a respeito e trocando idéias, para ver se eu chego a alguma conclusão.

Bem, eu descobri que as dificuldades fazem parte da nossa experiência de vida. Então, não é possível apagá-las. Assim, como elas nos deixaram tristes ou com raiva, em algum momento e por algum tempo, espera-se que tenhamos aprendido algo com elas. Acredito, ainda, que é possível levar essas experiências feito um registro ou uma tatuagem, retrato da nossa história, sem que elas sejam um peso para carregar. Para isso, podemos transformá-las em sabedoria e leveza, por meio da compreensão profunda do que aconteceu. E mais, os acontecimentos tem a força e a importância que depositamos neles. Então, você pode mudar a forma como os sente, tornando-se leve para voar feito uma borboleta.


5 comentários:

  1. Olá... estou lendo um livro que fala sobre como lidar com memórias ruins, acho que vale a pena ler! O livro se chama Gestão da Emoção, do Augusto Cury.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá, muito bom ter mais uma ferramenta para aprender a lidar com esse tipo de emoção. Muito obrigada pela partilha, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Andreia Rodrigues...vou comprar esse livro.

      Excluir
  3. Bonito seu relato Andreia! Eu acredito que cada dia é um dia diferente e permito-me viver coisas novas... músicas, sensações, cheiros... me concentro tanto no presente que, mais do que antigamente, me permito agora estar mais no presente do que nunca :-) E isso antes era tão dificil, sobretudo com músicas!! É uma prática diária não é mesmo? :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fátima! Sim é difícil se concentrar no presente e é possível por meio da prática. Creio que o passado definiu um tanto do que somos hoje e tem sua importancia, no entanto, hoje temos a chance de escolher o que queremos ser e como queremos viver. :>)

      Excluir

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...