quarta-feira, 8 de junho de 2016

Meu Guarda-Roupa Minimalista

A forma como você se apresenta fala sobre quem você é! Concorda comigo? A parte externa é a primeira a ser visualizada em um encontro. Não é o principal, no entanto, causa impacto, tem o seu valor e transmite uma mensagem.

Para quem é observador e presta atenção aos detalhes, é possível conhecer um pouco do outro, apenas observando o seu visual. O cuidado com que se veste, penteia os cabelos, limpa os sapatos, ajeita o casaco, cuida das unhas, apara a barba, usa um brinco, um piercing ou uma tatuagem, como se senta, como cumprimenta as pessoas e como as olha nos olhos.





Por mais simples que possa ser uma roupa, ela traduz o estado de espírito de quem a carrega. Suas escolhas estão refletidas ali. A escolha para aquele momento está relacionada a vários motivos. Talvez, olhando de fora, não seja possível captar a real motivação. Porém, ela existe.

Comecei a pensar sobre essa questão porque uma leitora sugeriu que eu falasse sobre meu guarda roupa. É um tema que eu gosto muito e acho válido fazer uma nova reflexão, pois a minha visão foi mudando ao longo do tempo. Está longe de ser futilidade, porque se vestir de acordo com seus gostos e crenças, de forma honesta, é uma arte!

No começo do blog eu escrevi sobre capsule wardrobe, seus conceitos e sobre dicas de como criar seu guarda roupa básico. Caso queira ler a respeito: Parte I , Parte II e Parte III. Inclusive, essas postagens foram as mais acessadas do Nada de Compras por um período. Assim, é sempre bom retornar ao tema Guarda-Roupas.




Enquanto eu escrevia os posts que citei e compartilhava as dicas de como simplificar o guarda roupa, eu estava tentando montar o meu próprio guarda roupa. Comecei com uma boa limpeza e destralhe. Fiz uma consultoria de estilo com uma especialista (via internet mesmo). Procurei identificar minhas peças básicas, aquelas que gosto, que uso mais e estão de acordo com as minhas atividades. Fiz algumas aquisições. E comecei a usar as peças. Isso facilitou muito a minha vida. Ajuda muito na hora de me vestir de manhã. É prático e rápido. É ótimo saber o que vestir. E, mais, costumo ter uma sensação boa todas as manhãs. Sinto-me bem com as minhas roupas, feliz e bonita diante do espelho.

Moro num local com clima bem definido. Verão, inverno e clima ameno. Então, preciso de roupas adequadas para cada estação. No verão e no clima ameno, eu uso calças claras, blusas de listras, cardigans, saias e vestidos, acompanhados de sapatilhas, sapatos e sandálias. Atualmente estamos no inverno, então meus looks são compostos de calça e blusa térmica, jeans escuro, malhas, casaco pesado e bota. A cor vem dos lenços e cachecóis que são a minha marca pessoal. Uso, basicamente, duas bolsas: uma preta e uma beige. E duas botas: uma preta e uma beige. Normalmente, minhas peças são clean. Ando pelas cores preta, azul marinho, vermelho, cinza e branco. Que é uma paleta básica para morenas de pele tom amarelado. As outras cores vêm em detalhes.




Às vezes, eu experimento peças diferentes, mas penso muito antes de adquirir. Preciso ter certeza de que gostei, de que harmoniza com as peças que tenho e principalmente, que não se trata de uma compra impulsiva.

Não sou uma pessoa de luxos. Compro minhas roupas em lojas de departamento. Sou exigente quanto às bolsas, aos calçados, carteira e óculos de sol. Acho que vale muito à pena investir em algo de boa qualidade e que vá durar por alguns anos. Não sou ligada em jóias, uso prata e bijuterias. Gosto muito de maquiagem. Encontrei aquelas que dão certo para minha pele. Uso cosméticos manipulados e indicados por dermatologista. Depilação recorro à especialista. Cuido dos meus próprios cabelos e das minhas unhas.  Depois que deixei meus cachos naturais, elegi alguns shampoos e cremes que funcionam bem para mim. Na área de cosméticos é preciso ter cuidado, como as opções são inúmeras, corre-se o risco de cair na cilada de tentar experimentar algo que pode não dar certo, e se transforma em tralha ou desperdício.




Assim, quando você encontra o que funciona para você, tudo muda. Adquiri-se apenas o necessário. Há satisfação e felicidade! Descobri que se conhecer é algo completamente alinhado com o Minimalismo.

E quanto a você, o que o Minimalismo trouxe de bom para o seu guarda-roupa e para a sua beleza?

5 comentários:

  1. Andreia, fala mais sobre os cosméticos e maquiagem, estou neste caminho também. Comecei a cuidar melhor dos cachos, deixando naturais sem ser escrava das hidratações dos salões.
    Maquiagem tem sido meu ponto fraco há anos, única área que nunca consegui ser minimalista, pelo contrário, rs

    lilly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilly, assim que possível, falo sobre cosméticos e maquiagem. Cabelos, pele e unhas. Adoro falar sobre beleza. São tantos os itens que realmente é complexo minimalizar tudo isso, porém, possível! Caminhando juntas! beijos

      Excluir
  2. Ainda estou me encontrando nesse setor.
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei do se post, gostei disso:
    Ando pelas cores preta, azul marinho, vermelho, cinza e branco. Que é uma paleta básica para morenas de pele tom amarelado. As outras cores vêm em detalhes.
    É que eu sou morena amarela...rsrs. Sempre fico em dúvida de que cor fica melhor. Gosto muito de cores frias, mas parece que as quentes ficam melhor.
    Tenho uma casa pequena e diminuir a quantidade de peças foi muito bom para organização. Mas ainda estou muito longe de ter meu estilo nele. As peças serão trocadas conforme a necessidade, aí sim eu vou comprando só o que tem a ver comigo.
    É uma jornada longa... mas prazerosa e vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri! Então para morenas de pele tom amarelado, os tons quentes ficam bem e valorizam o tom de pele e cabelos. Experimenta, vale á pena! Acho que o estilo é algo que chega com o tempo, e o caminho ou jornada, como você bem colocou, é prazerosa! Obrigada pela visita!

      Excluir

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...