terça-feira, 11 de outubro de 2016

Assuma a responsabilidade por sua vida

Se tem uma coisa que eu não gosto é de gente reclamona. Aquela que no lugar de falar algo positivo, prende-se ao que não a agradou. E, normalmente, tem algo de ruim para falar.

Esses dias, eu me dei conta de que sou meio assim. E é muito chato! Tenho a impressão de que essa chatice é uma carga desnecessária. Felizmente, chegou o momento de me livrar dessa mochila!





Percebo que a reclamação vem de uma insatisfação grande. Uma sensação de que falta algo e que eu não sei, ao certo, o que é. Ora é a falta de um amor, de um carinho, de um apoio, de uma palavra amiga, de uma calça jeans incrível, de um sutiã super-up, de um creme que acabe as rugas ou de um cabelo comprido. É a falta de características pessoais ou o desejo de que alguns aspectos da minha vida fossem diferentes. Enfim, falta algo. Assim como falta auto compreensão, auto aceitação e resistência à frustração.

Lembra do "vazio existencial" de que eu falei AQUI.? Pois é, desconfio de que estou bem diante dele agora. E estou atenta. 

Começo a ver que o problema não está no outro ou em qualquer situação externa. A questão está comigo e é comigo que eu preciso resolver. Eu me apego àquilo que falta e sinto, de fato, falta. No relacionar vejo as falhas e espero que o outro venha e me preencha de amor, carinho, atenção e apoio. Estar aberto ao relacionamento e à troca é positivo. A questão é ficar dependendo do outro como se eu não tivesse condições de me cuidar e me nutrir. Entende? E mais, e o que eu ofereço?

Enquanto adultos, cada um é responsável por si. Não dá para ficar esperando que o outro ofereça tudo de que precisamos. É irreal e ilusório. Já vimos que recorrer a objetos como forma de preenchemimento, também, não resolve. Lembra? Também não dá para ficar culpando o outro por nossos problemas, faltas e carências. Olhe-se com honestidade e assuma a responsabilidade por sua vida, por suas questões e pela disposição em superar seus desafios! 

Vejo que mais do que ficar focado naquilo que falta, é interessante ver os aspectos positivos das pessoas, das situações e de você mesmo! Perceba a abundância em sua vida e todas as possibilidades que existem! 

E, acostume-se com a ideia de que não é possível ter tudo na vida! E que alguns aspectos da sua vida não serão do que jeito que você gostaria que fosse. Essa é a realidade. Cada um com seus problemas e com suas virtudes. Então, reconheça a sua história e aceite ela do jeito que é! Isso é sinal de humildade e de amadurecimento! E siga em frente!

2 comentários:

  1. Eu ando nessa fase também! Concordo com tudo que você disse! Hoje em dia todo mundo reclama demais, acho que vira algo viciante reclamar, viciante e comodo né...O que é péssimo, vai criando um clima péssimo!
    Focar no positivo é sempre melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, reclamar já caiu no gosto comum. Principalmente, para nós mulheres! Não é preconceito, apenas uma observação.

      Excluir

Alimente seus propósitos pessoais com pequenas mudanças em sua vida

Como falei um pouco no post  vamos-desenferrujar-e-colocar-vida.minimalista em movimento  venho sentindo que é momento de reavivar o minima...