segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Está permitido ser tímida

Ser tímida num mundo que parece louvar a extroversão é, no mínimo, assustador. Principalmente quando não se percebe que está permitido ser tímida. Sim, relaxe, você pode ser quem você é!

Descobrir que as pessoas são diferentes e ficar atento a isso, é bacana! É salutar e enriquecedor. Importante se encontrar nesse mundo performático, reconhecer-se enquanto pessoa, perceber a própria singularidade e sentir o quanto é bom estar em paz consigo.







Sou introvertida, tímida e reservada. Reconheço essas minhas características numa boa. Não vejo problema em ser assim. Não me sinto mal e não prejudica a minha vida.

Meu mundo interior é movimentado e eu gosto disso. Inclusive, comecei a escrever como forma de expressão, de colocar em palavras muito dos meus pensamentos e emoções. Gosto muito de observar e de ouvir. Sou feliz assim!

Quando preciso falar com alguma pessoa. Faço tranquilamente. Quando gosto de alguém para amizade e ela retribui; magicamente, eu posso dialogar por horas. Danço e gosto de dançar em público e fazer apresentações. Promovo eventos que incluí organização, contatos e recepção de pessoas, e está tudo bem!

Amo estar em silêncio. Caminhar em silêncio. Dançar em silêncio. Cozinhar em silêncio. E reservar alguns dias do cotidiano para ir a algum retiro. Caminhar entre árvores e tomar um gostoso banho de cachoeira. Preciso de recolhimento para abastecer o corpo e a alma de energia e de amor.

Quando eu era criança e adolescente não estava ok. Eu não gostava da timidez e da introversão. Eu queria ser popular, fazer sucesso na escola e ser o centro das atenções. Atitudes tranquilas para quem é extrovertido. Tudo muito natural. Só que eu não era assim, e aí, como faz?

A sociedade atual prefere as características de uma pessoa extrovertida. Por isso, incentiva as pessoas a cultivar qualidades que as tornam populares nas rodas de conversas sociais. É desejável ser simpático o dia inteiro, possuir repertório para conversar com as mais variadas pessoas e ser rápido na resolução de problemas. São habilidades positivas, admito. No entanto, muitas pessoas não são assim naturalmente e não querem ser extrovertidas. O duro é tentar se alinhar ao senso comum para ser o que não é.

Os introvertidos estão capacitados para desenvolver quaisquer atividades, basta que as suas características sejam respeitadas e seus aspectos positivos reconhecidos. Há espaço para todos no Mundo.

E você, é introvertido ou extrovertido? Como lida com isso?



"Mesmo entre crianças, a amizade requer alguém para falar e alguém que se disponha a ouvir". professor de psicologia C. Barr Taylor, da Universidade Stanford


3 comentários:

  1. Fui lendo, lendo seus textos no blog... parece até que eu poderia ter escrito muito daquilo. Quantas semelhanças!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom quando o leitor se identifica com a leitura!

      Excluir
  2. Introvertida! E bastante. E foi difícil aceitar que era assim e que estava tudo bem.
    A adolescência o o início da idade adulta foi o pior, muitas vezes tentando assumir peles que não eram as minhas.
    O crescimento foi-me ajudando a lidar melhor com esta característica, mas só depois de ler o livro da Susan Cain (Quiet, no original) é que consegui finalmente ficar em paz com a minha introversão.
    Obrigada pela partilha. Precisamos de saber que não somos absolutamente únicos e que os nossos sentimentos não são assim tão estranhos :)

    ResponderExcluir

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...