Está permitido ser tímida

Ser tímida num mundo que parece louvar a extroversão é, no mínimo, assustador. Principalmente quando não se percebe que está permitido ser tímida. Sim, relaxe, você pode ser quem você é!

Descobrir que as pessoas são diferentes e ficar atento a isso, é bacana! É salutar e enriquecedor. Importante se encontrar nesse mundo performático, reconhecer-se enquanto pessoa, perceber a própria singularidade e sentir o quanto é bom estar em paz consigo.







Sou introvertida, tímida e reservada. Reconheço essas minhas características numa boa. Não vejo problema em ser assim. Não me sinto mal e não prejudica a minha vida.

Meu mundo interior é movimentado e eu gosto disso. Inclusive, comecei a escrever como forma de expressão, de colocar em palavras muito dos meus pensamentos e emoções. Gosto muito de observar e de ouvir. Sou feliz assim!

Quando preciso falar com alguma pessoa. Faço tranquilamente. Quando gosto de alguém para amizade e ela retribui; magicamente, eu posso dialogar por horas. Danço e gosto de dançar em público e fazer apresentações. Promovo eventos que incluí organização, contatos e recepção de pessoas, e está tudo bem!

Amo estar em silêncio. Caminhar em silêncio. Dançar em silêncio. Cozinhar em silêncio. E reservar alguns dias do cotidiano para ir a algum retiro. Caminhar entre árvores e tomar um gostoso banho de cachoeira. Preciso de recolhimento para abastecer o corpo e a alma de energia e de amor.

Quando eu era criança e adolescente não estava ok. Eu não gostava da timidez e da introversão. Eu queria ser popular, fazer sucesso na escola e ser o centro das atenções. Atitudes tranquilas para quem é extrovertido. Tudo muito natural. Só que eu não era assim, e aí, como faz?

A sociedade atual prefere as características de uma pessoa extrovertida. Por isso, incentiva as pessoas a cultivar qualidades que as tornam populares nas rodas de conversas sociais. É desejável ser simpático o dia inteiro, possuir repertório para conversar com as mais variadas pessoas e ser rápido na resolução de problemas. São habilidades positivas, admito. No entanto, muitas pessoas não são assim naturalmente e não querem ser extrovertidas. O duro é tentar se alinhar ao senso comum para ser o que não é.

Os introvertidos estão capacitados para desenvolver quaisquer atividades, basta que as suas características sejam respeitadas e seus aspectos positivos reconhecidos. Há espaço para todos no Mundo.

E você, é introvertido ou extrovertido? Como lida com isso?



"Mesmo entre crianças, a amizade requer alguém para falar e alguém que se disponha a ouvir". professor de psicologia C. Barr Taylor, da Universidade Stanford


Comentários

  1. Fui lendo, lendo seus textos no blog... parece até que eu poderia ter escrito muito daquilo. Quantas semelhanças!

    ResponderExcluir
  2. Introvertida! E bastante. E foi difícil aceitar que era assim e que estava tudo bem.
    A adolescência o o início da idade adulta foi o pior, muitas vezes tentando assumir peles que não eram as minhas.
    O crescimento foi-me ajudando a lidar melhor com esta característica, mas só depois de ler o livro da Susan Cain (Quiet, no original) é que consegui finalmente ficar em paz com a minha introversão.
    Obrigada pela partilha. Precisamos de saber que não somos absolutamente únicos e que os nossos sentimentos não são assim tão estranhos :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas