quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Resultados da sexta semana de organização





Esse final de semana foi dedicado a passar camisas. Eu estava lavando as camisas e separando para passar há pelo menos três meses. Isso mesmo!?!

Eu admito que não gosto de passar roupas. A maioria das minhas roupas não precisa passar. Lavo, seco, dobro ainda quentinha e guardo! Muito prático!

Agora que começou a esquentar, estou usando camisas de algodão e essas sim, precisam ser passadas. Reunidas as minhas, da filha e do marido, eu estava com um estoque de cerca de 35 camisas de algodão para passar! Sim, tudo isso! Foram cerca de 3 horas passando roupas. Que canseira! No final, só alegria! Missão cumprida!

A ideia é passar as roupas pelo menos uma vez por mês, para não deixar acumular! Vou me esforçar para isso!

Ao guardar as minhas roupas, eu resolvi dá mais uma olhada guarda-roupas para ver se havia algo a destralhar. E, eu encontrei algumas peças. Sabe aquelas peças que você não tem certeza se doa ou não, mas que já estão sem uso a pelo menos um ano?! Pois é, tomei coragem e destralhei todas elas. Sabe aqueles sapatos lindos, mas que machucam o pé?! Então, juntei alguns e destralhei também. Não vou usar mesmo!

Ando fazendo uma avaliação diária das minhas roupas e calçados. Olhar crítico mesmo. Tenho vestido algumas peças que estavam guardadas a algum tempo e tenho descoberto porque eu não usava! Ou está apertada, ou cumprida, ou folgada, ou o modelo não me cai bem. No caso dos sapatos, ou o salto é alto demais ou machuca, ou o modelo é esquisito. Enfim, se é possível reformar, muito bem, se não, destralho sem dó.

Sinto uma sensação boa de leveza e de ser muito honesta comigo mesma, sabe?

Esse é meu avanço da sexta semana de organização.

Um comentário:

  1. Olá!

    Tenho feito o mesmo, olhado criticamente aos meus itens, se não vou usar, eu dou, as vezes sinto só pelo dinheiro gasto , mas é bom que aprendi né...

    Beijos

    ResponderExcluir

Lidando com sentimentos de perda

Tenho lidado com sentimentos intensos e profundos, ultimamente. Uma sensação de perda enorme. De que está faltando uma pessoa muito importan...