segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O que a psicoterapia pode fazer por você

Há algum tempo venho fazendo psicoterapia. Passei por alguns profissionais que trabalham segundo linhas diferentes. Cada um deles agregou algo de positivo a minha vida.

Na atualidade, estou com um psicoterapeuta que trabalha com orientação psicanalítica. É algo completamente diferente de tudo que eu vi num consultório de psicoterapia. Tenho gostado muito.




A relação de confiança estabelecida entre o psicoterapeuta e o paciente, e a disposição para se conhecer faz parte de todo trabalho psicoterapêutico. No caso da Psicanálise, não é diferente. A peculiaridade está na forma como as questões do paciente são analisadas. Para mim, Psicanálise é Profundidade.

O analista está ali para dizer o necessário. A honestidade é presente. As verdades são ditas com clareza e de forma objetiva. A todo momento, sou lembrada da minha responsabilidade sobre as minhas próprias queixas. E de como eu posso ser ativa, mudar as minhas atitudes e o curso da minha história a partir de mim. Sendo sincera e verdadeira comigo mesma. Ao me permitir pensar sobre as minhas questões e reconhecer os meus sentimentos; as minhas atitudes acontecem naturalmente. É algo orgânico.

As pessoas com quem convivo e a forma como elas agem, embora, tenha algum impacto sobre mim, não me diz respeito. Isso é uma questão particular cada uma delas. Eu me trabalho e deixo que cada uma faça o seu próprio trabalho.

O analista não me diz o que devo fazer, quando eu chego com dúvidas. Muito pelo contrário, os questionamentos são incentivados. E a partir deles, sou estimulada a pensar mais sobre o assunto e a decidir por mim. Sempre me perguntando sobre o que eu penso, o que eu sinto e o que eu quero fazer. Decisão responsável.

No divã, falo de histórias do passado e vejo o que eu posso aprender com as experiências. Falo do presente e descubro uma nova forma de ver a situação. Falo da relação com minhas filhas, com meu marido e com minha mãe, e aprendo. Falo do trabalho e das relações sociais. Falo dos sonhos e de questões que surgem no cotidiano. Tudo o que eu levo é importante e me traz um novo ponto de vista, com significados e novas questões. Sempre aprofundando e fazendo correlação com os trabalhos anteriores.

Conheço algumas pessoas que fazem ou fizeram psicoterapia e outras que nunca fizeram. Percebo que algumas entendem a importância de se conhecer e se desenvolver enquanto pessoa. Por outro lado, há aquelas que não despertaram para o auto conhecimento e outras que pensam não precisar de terapia. Na verdade, a pessoa não está disposta a se analisar ou prefere empregar o seu tempo em outra atividade. E, infelizmente há aquelas que tem preconceito contra psicoterapia e pensam que é coisa de "louco", de gente "fraca" ou "problemática". Pura falta de informação. Uma pena. Pois a psicoterapia faz muito bem, é um suporte que te ajuda a crescer!

Para aqueles que têm receio de reler a própria história ou se julgam autossuficientes, digo que ninguém é autossuficiente, nós precisamos do apoio das pessoas e que se conhecer é sempre muito bom. Que desfazer nós do passado é libertador. Que desenvolver um novo olhar sobre a vida é incrível. Quando o processo é conduzido por um bom terapeuta é fácil, leve e enriquecedor. Embora, também, seja preciso tratar de assuntos difíceis. No final, o balanço é positivo.

Para rever os acontecimentos da própria vida com maturidade e perceber as próprias atitudes é preciso, antes de tudo, coragem. E, assim, com humildade, entender que não somos perfeitos e que errar faz parte da natureza humana. Ao se perceber humano, a recompensa é um alívio enorme. Está permitido errar. No erro, aprendemos. Com um novo olhar e uma nova perspectiva sob a vida, é possível seguir em frente com leveza e mais conhecimento.

Eu respeito a sua opinião. Entendo que cada um trilha o próprio Caminho e que o auto conhecimento e a maturidade podem vir por meio de outras ferramentas. Não, necessariamente, pela psicoterapia.

Eu, particularmente, gosto muito de terapia, faço e pretendo seguir. Você já fez ou faz psicoterapia? O que a terapia traz de positivo para você? Qual é a sua terapia?

4 comentários:

  1. Olá Andreia!

    Adorei o teu testemunho! Souda opinião que todos nós devemos tratar não só do nosso corpo como da nossa alma! E claro para isso muitas vezes temos de pedir ajuda!
    Eu sou praticante de Yoga, e embora isso me ajude a tratar do meu corpo e da minha alma, eu tive consciência que não era suficiente. E foi aí que resolvi procurar uma terapia para alguns problemas que eu tinha, escolhi acunpuntura. Já lá vai quase um ano que estou a fazer e digo-te já não dispenso. Por nada deste mundo!
    Sinto-me mais calma, mais alinhada, menos ansiosa e a minha saúde tem-me mostrado o quanto está grata por eu estar a cuidar de mim.
    Se a psicoterapia te está a fazer bem, fazes muito bem em continuar! Eu apoio-te a 100%. É muito gratificante quando tratamos de nós, mesmo que isso signifique que temos de lidar com as nossas fragilidades!
    Muito obrigada por partilhares o teu testemunho!
    Beijinho enorme e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Eu queria muito fazer terapia porque acredito que me ajudaria a não supervalorizar demais as coisas. Pena que não tem esse tipo de atendimento na minha cidade.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A terapia deveria ser mais comum com menos preconceitos ...é importante para evitar o sofrimento do ser humano ... Super importante 30 anos que faço ... Ajuda nos conflitos e decisões de vida com mais certeza e responsabilidade .

    ResponderExcluir
  4. Eu fiz terapia por quase dois anos e amava! Pena que é algo que hoje está fora do meu orçamento...

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Você tem fome de quê?

Tempos atrás eu fiz uma reflexão bem interesse sobre a possível causa do consumo por impulso e sem motivo. Da reflexão nasceu o texto   O ac...