segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Destralhe nível avançado! E nova etapa de vida.

Ultimamente ando num clima de mudança de casa e de vida. Não da minha casa, mas de pessoas próximas e eu me envolvi nesse movimento.




Acontece que, após a conclusão de ciclos e pelas circunstâncias da vida, participei da desconstrução de duas casas. Muitos objetos foram doados, alguns permaneceram nos lugares e outros, como roupas, calçados, livros, fotos, eletrodomésticos portáteis, utensílios de cozinha e de limpeza, foram trazidos para minha casa. Uns estão na cozinha, outros no guarda-roupas, nas gavetas e na garagem. Tudo para que eu pudesse pensar mais um pouco e decidir o destino que eu daria a cada um, dentro do que fosse da minha responsabilidade.

Fizemos uma boa movimentação em casa e a maioria dos objetos estão devidamente separados. Tem algo para ser visto, digamos que estou na etapa final. Busquei dentro de mim alguma coragem, poder de análise, desprendimento e organização. Os moradores dessas duas casas seguiram outros rumos na vida.

Já que eu estava trabalhando nesse destralhe, aproveitei e fiz uma limpeza no meu armário também. Revi minhas roupas, calçados, lenços, bolsas, acessórios, maquiagens, cosméticos e produtos para cabelos. Revisitei, também, objetos muito pessoais que trouxeram lembranças e emoções. Eu me desfiz de muito do que estava por ali, depois de pensar muito a respeito, numa intenção de me despedir, deixar ir o que era preciso e abrir espaços para o novo. Escolhi para ficar comigo apenas alguns objetos importantes e criei três caixas do coração.

Ao longo do processo, entrei em contato com emoções, vivi todas elas, senti e busquei me encontrar a partir desse movimento. Encontrei muitas coisas, muitas mesmo. Algo que não gostava, outras que não usava e aquelas que não faziam mais sentido para mim. Encontrei presentes perdidos, aos quais dei novo significado. Encontrei do que gosto, do que dizem muito sobre quem sou e do que trouxeram lembranças de épocas importantes da minha vida. Alguns eu guardei, outros eu, também, deixei ir. Porque chega o momento de desapegar no sentido mais amplo da palavra.

Percebi que essa dinâmica acontece constantemente e parece estar ligada com o momento de vida, sabe?!  É verdadeiro, orgânico. É a vida acontecendo e você vivendo intensamente, presente a todo momento. Acredito que essa fase de desorganização interna e retomada do fio condutor, já está resultando em algo novo. Estou me reconstruindo, entende? Construindo uma nova etapa da minha vida. Reconstruindo uma nova Andreia.

Seguem algumas fotos do meu trabalho. Eu utilizei parte da metodologia Marie Kondo de arrumação da casa. Não tirei fotos de tudo, mostro apenas uma parte, creio que o suficiente para que você possa ter uma ideia do que fiz! E quem sabe você possa se inspirar e organizar algo por aí!


Lenços, echarpes e cachecóis dobrados. Faziam muito volume e eu não
conseguia ver todos os lenços que estavam nas caixas.

Lindinhos em formato de rolinhos. Assim posso ver todos eles,
facilita a escolha e o uso dos meus "xodós"!

Batons com data de validade vencida.
Eu descartei todos.

Maquiagens com data de validade vencida.
Eu descartei todas.


Casacos organizados por cor e tipo.
E alguns vestidos que ficam melhor no cabide.


Vestidos, camisetas, saias e roupas de
academia.

Casacos de lã e fio organizados. Agora eu vejo todos!! 


Parte dos objetos separados para doação. Esta semana a ONG vem buscar em casa.
Tudo será destinado às famílias que vem buscar tratamentos de combate ao câncer
para suas crianças, em Curitiba.


Um comentário:

Convite para você, Leitor do Nada de Compras.

Voltei a escrever, agora estou postando no meu novo Blog Blue Butterfly. É um novo espaço para marcar um novo tempo em minha vida. O...