Mindfulness: A Compaixão por si.

A Oficina de Mindfulness está no fim. Nesses últimos encontros, eu estou em contato profundo com a Compaixão.




A compaixão chega para nos lembrarmos de sermos gentis e amáveis consigo mesmos. Ser amigo de si e de se cuidar com carinho e paciência. Viver de mãos dadas com a autocompaixão é trazer o amor próprio para a vida cotidiana. 

É soltar a tensão, o julgamento e a comparação. Reconhecer que não somos únicos e não estamos sós. É aceitar que a imperfeição é uma condição humana, que falhamos e sentimos dores. Todos. 


A autocompaixão nos convida a olhar as próprias dores, sentir e dar nome a todas elas. Quando as dores são reconhecidas, elas perdem força, se acomodam e diminuem. Entende?

Então, quando você se perceber em sofrimento, primeiro, olhe para sua dor. Depois, perceba que você não está só. E por fim, ofereça mais amor para si.


Comentários

Postagens mais visitadas